AOS DEZESSETE ANOS - Ava Dellaira

Livro: Aos Dezessete Anos
Autor (a): Ava Dellaira
Páginas: 364
Editora: Seguinte

Parceiro 2018

Em seu novo romance arrebatador, a autora de Cartas de amor aos mortos apresenta uma mãe e uma filha que precisam compreender o passado para poder seguir em frente.
Quando tinha dezessete anos, Marilyn viveu um amor intenso, mas acabou seguindo seu próprio caminho e criando uma filha sozinha. Angie, por sua vez, é mestiça e sempre quis saber mais sobre a família do pai e sua ascendência negra, mas tudo o que sua mãe contou foi que ele morreu num acidente de carro antes de ela nascer.
Quando Angie descobre indícios de que seu pai pode estar vivo, ela viaja para Los Angeles atrás de seu paradeiro, acompanhada de seu ex-namorado, Sam. Em sua busca, Angie vai descobrir mais sobre sua mãe, sobre o que aconteceu com seu pai e, principalmente, sobre si mesma.


A cerca de quatro anos atrás eu tive meu primeiro contato com a escrita da Dellaira e foi com o livro "Cartas de Amor aos Mortos", que na época se tornou meu queridinho. Anos depois eu volto a me emocionar com a autora e dessa vez é com o livro "Aos Dezessete Anos".

Nesta história vamos conhecer Angie, uma menina negra de dezessete anos que vive com sua dedicada mãe, Marilyn, que faz de tudo para suprir a falta do pai na vida da filha. Pai esse que morreu em um acidente de carro antes do nascimento da menina, juntamente com seu irmão, Justin. Pelo menos é o que a mãe diz sempre entre rios de lágrimas, pondo um ponto final em qualquer conversa que a filha queira ter sobre seu pai, James. E isso é o fantasma que acompanha Angie para onde quer que ela vá.

Os vivos estão alcançando os mortos. Quando Arthur C. Clarke, escreveu a respeito, em 1968, eles nos superavam numa proporção de trinta por um. Mas nos multiplicamos tão rápido que agora só há quinze fantasmas para cada um de nós.  

Angie namora Sam, ou pelo menos namorava até descobrir que seu tio pode estar vivo ponto em dúvida também a morte do pai. Desesperada por respostas, Angie vai, com a ajuda do ex, em busca de respostas para preencher as lacunas de sua vida e é nessa caçada que vamos conhecendo o passado de sua mãe, que é onde está toda emoção da trama.


Marilyn tinha apenas dezessete anos quando se mudou junto a mãe, Sylvie, para o apartamento mofado do tio alcoólatra em Los Angelas, isso tudo para que pudessem ficar mais próximas de Hollywood e do sonho de Sylvie em transformar a filha em uma atriz de sucesso, mesmo que isso não chegue nem perto dos sonhos de Mari, que como toda garota americana, quer ir para faculdade e não acredita nas ambições da mãe.

Esse é seu problema. Você é tão Pessimista. Ás vezes é preciso acreditar em alguma coisa, agir como se fosse verdade, para que de fato seja.

Sylvie é aquele tipo de mãe que acredita saber o que é melhor para sua filha, sem nunca ter perguntado ou ouvido ela. Ela chega a ser imatura e medíocre, de dar ódio em diversos momentos, principalmente nos que dizem respeito a seu instável irmão, Woody.
No apartamento de baixo temos James, Justin, Rosa e Adan, que pouco aparece no enredo, e eles são o mais perto de uma família que Marilyn vai chegar a conhecer, mesmo que seja uma família afro-americana.


O amor que nasce entre James e Marilyn é puro, inocente e real. Um relacionamento com todos os sonhos e barreiras do primeiro amor que conhecemos bem, com um agravante... o rapaz é negro! Neste ponto, Ava soube conduzir a trama para de uma maneira sutil fazer uma forte critica ao racismo americano, um problema que assola o país desde a época colonial e vem disfarçado nas mais diferentes formas, mas todas revoltantes. E foi assim que a autora os retratou.

Você não pode cometer erros, James. Algumas pessoas herdam um futuro, mas você vai ter que fazer o seu.

Confesso que demorei a me sensibilizar com a busca de Angie, teve momentos em que ela foi egoísta e até mimada, usando as pessoas e ferindo os sentimentos alheios, a começar pela sua mãe. Mas a autora não deixou isso passar batido e me surpreendeu mostrando o reconhecimento de erros e o pedido de desculpas de Angie, não esperava isso.

O enredo vem repleto referências musicais e é quase impossível você não parar um pouquinho para dar um play no Youtube e conferir qual canção que faz fundo as cenas. Me identifiquei muito com os gostos musicais do James, que trouxe artistas que eu nunca tinha ouvido, mas que valem a pena. A autora fez três playlist super bacana no Spotify.



Ouça a playlist do livro:


For Miss Mari Mac, Love, James 

On the way to LA 

ISO 




A narrativa em terceira pessoa é contada em duas perspectivas, duas histórias paralelas e dois períodos de tempo diferente. Marilyn está em Los Angeles no final dos anos 90, se apaixonando e sonhando com um futuro ao lado de James e Angies, nos dias de hoje, a caminho de Los Angelas. a cidade dos anjos, em busca da verdade para descobrir quem ela realmente é.
Podemos dividir como dois contos distintos, duas ambientação, com duas personagens diferentes, mas ao mesmo tempo idênticas, uma história genuinamente emocionante, para fazer sorrir e chorar, para fazer o leitor pensar, refletir e sentir.


Eu simplesmente amei esse livro, amei a simplicidade da trama, amei os personagens e amei a mensagem que a autora passou. Uma história multigeracional, onde mulheres fortes buscam se encontrar em um mundo onde mais de 7,5 bilhões de pessoas que de alguma forma à alguém, mesmo sendo fruto do acaso, tem sua importância. Mas se depois de toda essa declaração de amor você ainda quer saber se recomendo, eu digo: "RECOMENDO" e se prepare para se apaixonar por essa história.

47 comentários:

  1. Também li esse livro recentemente. Eu curti muito a história e escrita.. Foi uma leitura que me remeteu a alguns acontecimentos do meu passado.
    Também amei a história.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Eu quero muito ler esse livro, sera que ela vai encontrar o pai? O que ela descobriu sobre a mãe?Muito curiosa!!!

    ResponderExcluir
  3. Uau! Que premissa! Que resenha! Adorei o assunto da trama, amei como isso parece mesmo ser um daqueles livros emocionantes. E eu adoro livros assim, já estou anotando a dica e espero ler em breve! Abraços

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem? Fiquei muito curiosa em ler esse livro desde que o vi no catálogo da editora, adorei a premissa, e abordagem de se trabalhar com ambientações diferente, e sou meia suspeita porque adoro romance, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi Cams! Que bacana conhecer sobre este livro! Achei super legal a premissa e me deixou bem curiosa. Também estou em dúvida se o pai dela morreu, e se não, por que a mão disse essa mentira tão grande? Gostei da volta ao passado, com a mãe ainda garota, se apaixonando pelo James, e toda essa novidade do primeiro amor, ainda somando o fato da autora ter inserida muitas críticas sobre o racismo americano, que ainda hoje é forte, por mais triste e abominável que seja. Gostei de você ter tido que Angie chega a ser egoísta em certo ponto, mas que depois mostra o reconhecimento e as desculpas. Obrigada pela resenha tão entusiasmada!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Eu conheci essa obra pelos lanceiro que vi em um blog e confesso que já queria a obra só pelo fato de ser a mesma autora de Cartas de Amor. Achei a capa um pouco feia, mas a proposta da autora é muito boa. Adorei a resenha e até mais ver!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi, Cá.
    Já li excelentes críticas sobre os livros dessa autora e gostei bastante do que você escreveu sobre esse livro.
    A história parece ser bem interessante e levantar diversas questões para o leitor refletir.
    Não sei se estou muito na vibe de livros assim, mas vou pensar com carinho!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  8. Oi, Camila.
    Adorei conhecer mais sobre o livro aqui na tua resenha, mas eu não me atraí tanto por ele para poder comprar e ler. Parece ser uma história bem envolvente e gostosinha de se ler, só não acho que eu aproveitaria a leitura se fosse ler agora. Em outro momento talvez, não descarto a leitura.

    ResponderExcluir
  9. Oi Camila, eu já estou com este livro na fila, mas acho que a Lari vai ler, então li tua resenha, sem medo, haha. Esta estória parece incrível, não gosto muito de personagens mimadas, mas se no contento geral, compensa, então eu me entrego a leitura.
    Gostei muito da tua resenha.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá! Primeiramente gostaria de dizer que sua resenha esta maravilhosa <3 Eu não tinha visto esse livro antes e confesso que gostei bastante o tema abordado e a maneira que ele é feito, contando duas histórias paralelas mas que se conectam! Gostei muito da dica e a capa do livro é linda.. Este outro livro que vc citou no começo é um dos que eu estou ansiosa pra ler.. Cartas de amor para os mortos <3

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
  11. Nossa Ca, preciso ler esse livro o quanto antes para conhecer sobre a história e passado da mãe dela.
    Sua resenha está incrível e deu pra sentir o quanto ela te agradou. Isso me deixou mais empolgada pela leitura <3
    Sem dúvida lerei quando surgir oportunidade.

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Apesar da autora ter na bagagem um livro bastante adorado, acredita que hoje não li?! Pois é, hehe a falta de tempo e prioridades me fizeram deixá-lo para trás hehe Esse da resenha me chamou mais atenção na sinopse que o anterior, por isso com certeza lerei ele primeiro. Não sabia muito sobre a história, mas com sua resenha muitas coisas me foram esclarecidas. Adorei e dica anotada!
    Beijos,
    https://diariasleituras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Não sabia sobre este novo livro da autora, pois amei muuuuito Cartas de amor aos mortos.
    Achei legal como ela soube abordar o racismo de uma forma que toca bastante o leitor. Parece ser um livro emocionante e já estou cheia de expectativas.
    Adorei a resenha e a indicação.

    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  14. Oii tudo bem??

    Também li carta de amor aos mortos e me apaixonei pela escrita da autora, e estava doida para ler uma resenha sobre esse.
    Que bom que o livro não destruiu o que construímos com cartas.
    E apesar de a história ser boa, fiquei imaginando eu tomando raiva da personagem por conta das suas atitudes.
    Mas isso não me tirou a vontade de ler.
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  15. Oi Cami, eu li o primeiro livro dessa autora tem tanto tempo que mal lembro da história, mas agora sinto-me completamente contemplada ao saber que tem uma personagem negra no meio disso tudo, esse tipo de representatividade para além da história é muito importante. Adorei a sua resenha e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem Camila?

    Eu gostei da sua resenha, "Aos dezessete anos" parece ser uma leitura realmente envolvente, adorei a capa, essa edição parece ser caprichada. Dica anotada e espero poder ler em breve!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Eu li cartas de amor aos mortos e gostei muito, por isso quando vi este livro em interessei na hora. Não sabia destas playlist e vou aproveitar para entrar no clima.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  18. Eu morro de vontade de ler "Cartas de Amor aos Mortos", mas não conhecia outras obras da autora.
    Esse livro me parece uma leitura incrível, tanto pelas críticas e referências quanto pela mensagem que a autora quis passar.
    Sua resenha tá completa.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Camila! Curti muito sua resenha, esse livro parece ser bem melhor do que o Cartas de amor aos mortos, que li críticas muito medianas a respeito. Gostei também da playlist, às vezes é bacana você ler um livro acompanhado de sua trilha sonora.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  20. Olá Camila,
    Minha amiga que vai ler esse livro, pois ela gosta muito da escrita da autora. Eu já li outro livro dela e curti muito, mas na outra obra tive o mesmo problema que você nela: conexão com sentimentos.
    No entanto, acho que vou anotar a dica desse livro e espero curtir, pois devo me arriscar ou nunca saberei.
    Adorei a resenha.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  21. Ficou claro que vc amou os dois livros da autora e isso é maravilhoso. Desejo mais leituras positivas para você.
    Apesar de ter gostado muito de conferir suas impressões, não fiquei com vontade de ler, ando meio chata mesmo e buscando focar nos títulos que já estão na minha estante. Mas foi interessante conhecer um pouco mais desse título. Parabéns pela leitura.

    ResponderExcluir
  22. Que legal, eu não sabia que esse livro era da mesma autora da Carta de amor aos mortos! Sou louca para conferir essa história já faz um tempinho haha. Adorei a sua resenha, e fiquei curiosa para conferir a trajetória da Angie e na busca pelo seu pai. Dica anotada, com certeza. Bjss!

    ResponderExcluir
  23. Não conheço o livro, mas me parece uma leitura bem infantil e isso não me chama atenção. Acho muito adolescente rsrsrsrs, mas acredito ser bem bacana para o público que se identifica.

    ResponderExcluir
  24. Ah que felicidade ler sua resenha e saber que você amou e recomenda! Sou apaixonada pelo outro livro da autora e estou com esse aqui faz algum tempo, mas estava com muito receio de ler e não curtir. Agora me animei, adorei saber que sao duas histórias paralelas em períodos de tempo diferentes e que é emocionante!

    ResponderExcluir
  25. Fiquei com muita vontade de ler este livro!! A história parece muito emocionante e sensível, com pontuações importantes a respeito de coisas que vivemos hoje em dia e personagens cativantes. Com certeza vou adicionar a minha wishlist na Amazon e ler assim que possível.

    http://anneandcia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem?

    Acredita que eu não li nada dela? Tenho muita vontade de ler "Carta de amor aos mortos" a capa e esse título me deixam com muita curiosidade. Agora lendo sua resenha, fiquei com vontade ler esse livro também. A história parece ser muito emocionante. Com certeza anotei essa dica. E espero que em breve possa ler.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Oi.
    Gostei do enredo, parece ser uma história linda e tocante. E não sei o que a Angie fez para magoar os sentimentos da mãe, mas acho que todos têm direito de conhecer sua origem e não acho justo a mãe ficar escondendo as coisas dela. Claro, eu teria que ler o livro para saber mais e entender melhor.
    Adorei sua resenha e fiquei curiosa para conferir a obra, o que pretendo fazer assim que tiver oportunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Olá!
    Eu sou fã da Ava e essa leitura ainda quero conhecer.
    Saber que a personagem teve essa reviravolta e depois caiu no seu gosto me deixou animada para acompanhar a trajetória em busca da mãe.
    Deve ter passagens bem emocionantes e espero gostar da leitura assim como você.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  29. Oi, tudo bem?
    Já tinha me surpreendido muito com a escrita da Ava Dellaira ao ler "Cartas de amor aos mortos", que foi um livro que me tocou muito mais do que eu esperava. Então, estou bastante ansiosa para ler esse livro desde que ele foi lançado. Felizmente, meu exemplar já chegou e eu poderei ler em breve.
    Que bom ver o quanto você gostou da leitura, apesar da sua dificuldade inicial em se sensibilizar com a Angie. Estou muito curiosa para acompanhar essa história de mãe e filha e é bom saber que, apesar de simples, o livro passa uma mensagem bonita.
    Adorei a resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Olá Camila, tudo bem? Com a greve dos caminhoneiros minhas comprinhas literárias ficaram muito atrasadas, Carta de Amor aos Mortos esta entre elas, é uma das histórias que mais tenho curiosidade em conhecer. Lendo sua resenha percebi que poderia ter comprado esse livro junto com o outro, apesar das histórias serem diferentes o enredo me chamou muito a minha atenção. Como negra e jovem eu também iria querer saber tudo sobre meus descendentes, e não mediria esforços para isso.

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  31. Olá! Tudo bom?

    Eu estou com esse livro aqui mas ele de fato não faz muito o meu estilo, mas fico feliz em saber que gostou tanto, me deixou até mesmo curiosa para lê-lo! Fiquei bem curiosa sobre esse de duas ambientações e personagens, não tenho muito o habito de ler livro assim mas fiquei bem intrigada para saber o modo que foi desenrolada a história. Apesar de não ser o meu gênero, adorei a dica e a sua resenha, agora sim pretendo ler o livro ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Acho a capa desse livro tão bonita! Estou com um exemplar dele aqui pra ler e agora fiquei até mais animada pois pela sua resenha acho que vou curtir a leitura, achei bacana haver essa crítica ao racismo.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Olá!
    Estou com esse livro aqui, mas não é um livro que eu queira ler no momento, muitas das minhas amigas que leram tiveram impressões parecidas com a sua e falou que o enredo é um tanto arrastado. Eu gosto da premissa, mas acho que não daria muito certo com alguns personagens. A narração em terceira pessoa nesse tipo de livro é algo que realmente não me agrada. Li sua resenha e prestei atenção em cada detalhe, mas vou deixar a dica passar;Beijos!

    ResponderExcluir
  34. Olá,

    Gostei muito da escrita da Ava em Carta de amor aos mortos e tô muito curiosa para ler esse lançamento também. É um livro que tem tudo que costumo gostar e vai falar de uma temática muito importante que está em alta.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Parece ser uma história apaixonante, apesar de não ter gostado da capa.
    Sua resenha ficou muito legal, e eu acho que vou me identificar com a obra.
    Beijos!
    Dica anotada ;)

    ResponderExcluir
  36. Olá, tudo bom?
    Desde que foi lançado este livro está na minha lista de desejados, justamente por ter amado também a leitura do primeiro livro da autora. Já quero conhecer o passado da mãe da personagem e as respostas para as lacunas do seu passado. Espero gostar e me emocionar tanto quanto você ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  37. Oi, Mila! Essa é a primeira resenha que leio deste livro e a história me pareceu envolvente e surpreendente! Adorei a dica de leitura e já tô anotando aqui na listinha!

    ResponderExcluir
  38. Oi, tudo bem?
    Recebi esse livro e fiquei tão feliz! ainda não li, estou quase chegando nele e espero gostar! Amei demais a sua resenha, me deixou empolgada e tentada a furar a fila. Amo histórias de mulheres fortes, sempre são inspiradoras!

    ResponderExcluir
  39. Oi, Cami

    Acho essa capa tão bonita! E olha, me interesso muito mais pela história da mãe do que pela busca da filha.
    Quero muito saber como a autora abordou essa questão do racismo e de como essa história se desenrolou.
    E amo playlists! <3

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  40. Oiee Camila ^^
    Sylvie parece ser o tipo de personagem que irrita a gente só por respirar...haha' eu li "Cartas de amor aos mortos" e amei, mas quando esse livro ia sair, eu acabei não sentindo muita vontade de ler. Não era bem o tipo de história que eu queria no momento, sabe? Mas quero lê-lo um dia, e depois de ver que você gostou tanto - romances puros e reais assim me deixam sorrindo que nem boba - fiquei bastante curiosa. E bem, livros com música no meio são outro nível, né?
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  41. Apesar da sua resenha que foi bem escrita, não encontrei elementos que me chamasse atenção neste enredo para arriscar em ler o livro. Gosto dw obras que envolvem música e personagens bem desenvolvidos, mas juntando tudo vou passar a dica desta vez.

    ResponderExcluir
  42. Interessante o livro, o enredo. Me fez lembrar um pouco do filme Tudo o que uma garota quer. Então me senti meio que de frente pra uma história que eu meio que já vi. Mas eu gostei muito da sua resenha que foi super bem feita.

    ResponderExcluir
  43. Oii.
    Que fotos lindas <3. Também fiquei super apaixonada pela resenha já quero parar tudo para poder ler, até já pequei ele aqui para dar uma folheada e uma cheirada, com certeza vou tentar encaixar na TBR desse mês, que já está quilométrica.
    Bjs
    Mary

    ResponderExcluir
  44. Uau!!
    O que resume a sua resenha para mim é essa palavra sem a menor duvida!
    Adorei a sua resenha, as suas palavras e sobretudo a sua paixão pela obra que ficou bem evidente. Não conhecia o livro e tenho que confessar que agora estou muito curiosa mesmo para saber o que acontece haha


    beijos

    ResponderExcluir
  45. Olá!
    Que resenha fofa, apesar de conhecer o livro, não tinha despertado meu interesse até agora. Fiquei bem curiosa, quero saber quais são os segredos que rondam a jovem protagonista.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  46. Bom, confesso que ainda não li nenhum dos dois , mas de cara já gostei . O anterior já tinha até comentado, desse gostei da capa e o enredo parece ser muito bom apesar do comportamento da Angie. já anotado!

    um beijo

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
  47. Amei a dica desse livro. Ainda não o conhecia mas já me encantei com a sua história e trama. E essa playlist? Eu amei! Dica anotada.
    Bjim! Tammy

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu.