O Bangalô - Sarah Jio

Livro: O Bangalô
Autor (a): Sarah Jio
Páginas: 320
Editora: Novo Conceito




Verão de 1942. Anne tem tudo o que uma garota de sua idade almeja: família e noivo bem-sucedidos. No entanto, ela não se sente feliz com o rumo que sua vida está tomando. Recém-formada em enfermagem e vivendo em um mundo devastado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial, Anne, juntamente com sua melhor amiga, decide se alistar para servir seu país como enfermeira em Bora Bora. Lá ela se depara com outra realidade, uma vida simples e responsabilidades que não estava acostumada. Mas, também, conhece o verdadeiro amor nos braços de Westry, um soldado sensível e carinhoso. O esconderijo de amor de Anne e Westry é um bangalô abandonado, e eles vivem os melhores momentos de suas vidas... Até testemunharem um assassinato brutal nos arredores do bangalô que mudará o rumo desta história. A ilha, de alguma forma, transforma a vida das pessoas, e este livro certamente transformará você.

Eu  li esse livro a um bom tempo atrás, mas devida a tantas leitura eu tinha me esquecido a emoção que senti com O Bangalô. E como o Desafio 12 Meses Literário do mês era ler o livro de algum autor nascido em fevereiro, corri para Sarah Jio.



 Anne Caloway é uma mulher que vive sua velhice sem emoções, apenas sonhando com um passado que ainda carrega em seu coração. Até que um dia em forma de carta esse passado bate em sua porta, fazendo-a  reviver, em uma saudosa narrativa, seus  dias de guerra.

O ano é 1942, Anne tem 21 anos e está quase de casamento marcado com seu inseparável e bem sucedido amigo de infância, Gerard. Um homem apaixonado e sempre disposto a agradar a doce noiva.

Anne e sua melhor amiga Kitty, são enfermeiras recém formadas e ainda não sabe o que farão com esse diploma, ainda mais Kitty, uma jovem bonita e otimista, que vive se metendo em relacionamentos fadados ao fracasso. Enquanto Anne sente que falta algo em sua vida, e mesmo amando o noivo, ela acha que não viveu o que tinha pra viver, antes de interpretar seu papel de esposa.

Com a guerra batendo a porta e uma vida sem nada a perder, Kitty decide servir a Corporação das Enfermeiras do Exército e sua melhor amiga, avida por se encontrar, se prontifica a ir junto. Jurando amizade eterna, as amigas partem para Bora Bora.

A cada momento que passava, sentia minha decisão se fortalecer. Eu precisava ir para o Pacífico Sul com Kitty. Por quê, exatamente? A resposta ainda era um mistério. Mas mesmo assim, uma coisa era certa: nessa nova aventura eu não estaria simplesmente desempenhando um papel.

Despertando os olhares de muitos soldados, a nova corporação de enfermeiras é recebida com festa e Kitty tira o máximo de proveito disso, enquanto Anne mantém sua fidelidade ao noivo distante. Mas isso tudo muda quando ela conhece o soldado Westry, que prontamente divide com a enfermeira seu refugio. Um bangalô, abandonado, escondido entre a mata próximo a praia e segundo os nativos, um lugar amaldiçoado.

É difícil acreditar que há uma guerra por aqui. Esse pedaço do mundo é lindo demais para ser destruído.

O bangalô se torna o centro de encontros dos dois e um amor puro e sincero vai surgindo entre eles, enquanto Kitty se distancia da amiga e aparece grávida. Essa gravidez leva dela todo seu otimismo e doçura. Sendo obrigada a dar a criança a um casal da ilha, a moça se torna amarga, colocando um fim na eterna amizade com Anne, despertando o ciumes dela em relação a Westry.

É um mundo louco lá fora, Anne. Guerra. Mentiras. Traição. Tristeza. Tudo ao nosso redor. 

Westry e Anne, em uma noite de chuva vêem do bangalô uma querida nativa sendo perseguida por um soldado, que sem pestanejar corta a garganta da pobre menina grávida e joga a faca no mato fugindo em seguida. Westry convence Anne a enterrar a menina sem reportar o crime, para que não caísse sobre eles alguma acusação. Enquanto o soldado cava a cova para enterrar e a nativa, Anne encontra a arma do crime e a enterra próximo ao bangalô.

Mesmo correndo contra o tempo o dia de voltar para casa chega e Anne precisa dizer adeus a Westry, que foi convocado para uma operação na Europa e a Kitty, que se candidata ao corpo de enfermeiras da Europa, despertando ainda mais ciumes na antiga amiga.

Mas seria esse o fim de uma eterna amizade e de um lindo amor?! Pode as amarguras de uma guerra destruir laços tão fortes?!
Muitos anos depois Anne terá a oportunidade de retornar a ilha e ajudar a solucionar o crime que ficou enterrado no passado, junto ao bangalô.



Que livro, que estória e que personagens! Eu sorri, eu chorei, eu suspirei e eu fiquei com saudade quando acabou.
Sarah Jio, soube colocar sentimento em cada trecho do livro, soube construir cada personagem com um carácter diferente e passivo de transformação devido a guerra.
A autora consegue descrever os cenários de forma magnifica, nos colocando dentro da história e nos mostrando a crueldade da guerra. Do mesmo modo que de forma imperceptível ela nos faz mudar de sentimentos em relação aos personagem.


  • Westry é misterioso, o que deixa sempre em dúvida de sua fidelidade a Anne, reforçando assim as suspeitas da amada e a do leitor.
  • Anne é uma menina que vive uma crise existencial, mas que se descobre intimamente entre um ferido e outro, voltando pra casa como uma mulher transformada. 
  • Kitty é adorável, mas chega um momento que dá até raiva dela, ainda mais quando parece se empenhar para por um fim no romance dos protagonistas, na minha opinião uma traição. Apesar de tudo eu não consegui perdoar ela.
  • Gerard aparece muito pouco, podia ter sido um pouco mais aproveitado. Mas é palpável seu amor por Anne, ele vive a inteira disposição dela e aceita coisas que poucos homens aceitariam na época, uma devoção sem fim a sua noiva. 

O livro narra os encontros e desencontros da vida, fala sobre perdão, amizade,  sobre questões familiares, recomeços e sobre amor, muito amor. Um livro emocionante. Um romance de época que me tocou profundamente, me fazendo amar alguns, odiar outros, mas acima de tudo, compreender que o ser humano é exatamente o que li nas páginas de O Bangalô. Então leia para entender tudo que estou tentando passar nesta resenha. 

31 comentários:

  1. Oie, tudo bem?!?! Sempre tive vontade de ler esse livro e sempre fui deixando para depois. Fora a confusão que fiz com um livro da Danielle Steel que tem o título muito semelhante.
    Sua resenha realmente me contagiou e tentarei colocá-lo em minha lista de leitura.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Concordo completamente com você. Que história, que cenário, quanta imensidão de sentimentos. E o final? Nossa, foi fechado com a maior chave de ouro. Eu adoro os livros desta autora porque ela tem este dom de misturar tudo e nos fazer chorar.

    ResponderExcluir
  3. Será que esse soldado que perseguiu a nativa não era a Kitty disfarçada com recalque por ter entregue a filha? Teorias... hahahah
    Nunca li nada da autora e não lembro de ter lido resenhas sobre este livro, mas me vi curiosa para saber o que realmente aconteceu!


    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Camila! Tudo bem?
    Este livro está na minha lista de leitura desde o ano passado, lendo sua resenha me arrependi de não ter lido ainda! Com certeza já vou passar na frente de outros e ler em breve! Nunca li nada da autora e este será o primeiro! Adoro livros que que se passam em guerras! Amei sua resenha, dica anotada!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Camila!
    É tão bom quando o livro nos envolve e emociona, né? Sou apaixonada por livros que me fazem chorar. Não lembro de ter lido alguma resenha sobre O Bangalô, mas depois de tudo que você escreveu na resenha, fiquei muito curiosa. Que bom que você conseguiu concluir o desafio de fevereiro. Eu também já li e resenhei. Espero que a gente continue assim haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Camila! Li apenas um livro dessa autora e ela realmente escreve bem, suas histórias contando um pouco do presente e do passado, sempre. Gosto desse recurso, acho que a Jojo Moyes também o sua. Ainda não li esse livro, mas curti muito a trama, vou colocar na minha lista de leitura!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Já vi falarem super bem desse livro por aí... Realmente parece ser uma leitura muito emocionante. Adorei a resenha e já quero ler!

    Beijos,
    https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que cenário fantástico de livro menina, é tão bom quando a gente relê um livro e assim gostamos tanto dele, ao ponto de ver que precisamos novamente vivenciar a história, você só me cativou a querer ler mais e o quanto antes.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Ai, Camila. Que resenha encantadora. Eu tenho muita vontade de ler esse livro e sei que vou me envolver demais com a história. Eu gostei muito de ver a sua opinião sobre a leitura e espero ler em breve também para matar a curiosidade.

    ResponderExcluir
  10. Não acredito que ainda não li este livro. Sua resenha está encantadora e fiquei imaginando cenários, situações. Fiquei com vontade de ler. <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Camila, tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha ela ficou muito bem escrita e o livro parece ser bem interessante.
    Sabe ele não é o tipo de livro que eu compraria em uma livraria, mas quero dar uma chance para novos gêneros literários esse ano.

    Beijos e abraços da Vivi
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Camila, como vai? Consegui sentir suas emoções através de sua resenha e por mais que algumas vezes tal livro não esteja entre as leituras do momento, esse tipo de sentimento que você transfere para a resenha sempre dá aquela vontade de sair correndo para ler, mesmo que nem seja seu gênero favorito.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Não conhecia o livro. Normalmente não costumo gostar de histórias que tem traição para tudo o que é lado (ainda mais entre amigas, provavelmente eu tb não perdoaria a Kitty), mas essa parece ser um romance profundo. Gostei da época escolhida, romances de época criam aquele distanciamento para que consigamos ver de fora o real significado, e só então nos sentirmos inseridos.
    Vou anotar a dica!

    ResponderExcluir
  14. OOI!
    Já tinha vontade de ler esse livro, mas após ler sua (linda) resenha minha vontade só aumentou!
    Parece ser uma história super envolvente e emocionante. Já queroooO!

    ResponderExcluir
  15. Ooiee Camila ^^
    Nossa, eu sempre quis ler os livros da Sarah (principalmente quando a editora começou a lançar vários e o pessoal surtou em entusiasmo...haha'), mas sabe que me esqueci completamente dela? kkkk
    Eu ando doida para ler um livro que fuja dos romances "comuns", e saber que essa história aborda muito mais que isso me deixou ainda mais animada. Fico feliz em saber que o livro te conquistou :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  16. Oi Cami,
    Esse livro já esta na minha estante há uns dois anos, veio no último malote que recebi da NC, já coloquei ele na meta pra esse ano, e nem estava pensando nele, mas sua resenha me despertou ahahahahhaa, Coho me deixou de ressaca e estou precisando de algo que me salve!

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi.
    É um tema que me interessa muito, ainda mais passando durante a guerra e mostrando os dilemas dos personagens. Já gostei da personagem principal, e do fato de ela se descobrir entre um ferido e outro.
    Com certeza é um livro que tenho interesse em ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Sou fã da Sarah Jio. Sua forma de entrelaçar as histórias com passado e presente, além de desenvolver de forma esplendida um drama faz com que seja uma das minhas autoras favoritas.
    Lembro que esse livro me emocionou bastante e sempre que posso recomendo essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  19. Oi Mila!

    Tudo bem? Tenho alguns livros da autora, mas nunca bateu aquela vontade de ler as histórias dela e não entendo muito o motivo (eu amo romances sabe?).

    É legal que ele se passe durante a guerra, acho que essas histórias são sempre interessantes para propor reflexões interessantes, mas infelizmente vou passar a dica. Como disse, não consigo me sentir atraída pelas histórias da autora.

    Beijinhos
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  20. Ola Camila lindona, essa capa é tão linda, amei saber que adorou a leitura e vivenciou muitas emoções com a escrita da autora, esse livro já está em minha lista de leitura, tenho a impressão que a autora tem a delicadeza na escrita levando o leitor a se emocionar ...
    beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir
  21. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Essa autora é demais!!! Ainda não li esse livro, mas, já li outras obras delas e gostei demais... Já leu Neve na Primavera? É um livro espetacular!
    Enfim, adorei seus comentários e espero poder ler em breve <3
    Bjo

    ResponderExcluir
  22. Oii
    Não conhecia o livro, mas já fiquei encantada.
    Adoro ler e me sentir no local com a descrição assim.
    E o romance me ganhou com certeza!

    ResponderExcluir
  23. Olá! Estou com esse livro no Kindle e depois de ler sua resenha fiquei louca para ler. Deu para perceber que tem um drama bem intenso e que vai me deixar bem encantada com todos, acho que ele vai pular na frente de alguns, beijos!

    ResponderExcluir
  24. Já vi muitas pessoas falarem desse livro, mas a sua resenha me convenceu de que vale a pena realizar a leitura, adoro livros que mexem com meus sentimentos e pelo que você falou é certo que isso aconteça!

    ResponderExcluir
  25. Li apenas um livro da autora e sei que quero ler todos os outros porque adorei a escrita e a trama. este aqui quero muito ler por causa desta passagem de tempo e por causa da guerra, porque amo guerra dentro dos enredos.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá Camila, tudo bem?
    Eu já tive a oportunidade de ler esse livro e me encantar completamente por ele como você se encantou. O ponto alto dessa obra é, sem dúvidas, a construção do suspense que temos se Anne poderá superar o que lhe aconteceu no passado. Também amei a personalidade de Kitty. Fiquei com muita vontade de reler esse livro, mas vou ter que esperar, pois emprestei meu exemplar pra minha avó.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  27. Hello, tudo bem?
    Sempre via esse livro e acredita que nem sabia do que se tratava, hehe.
    Adorei demais a premissa e fiquei bem curiosa com o rumo dos protagonistas.
    E vendo a sua empolgação com a historia, ja me motivou a ler com certeza.
    Bom que ele deve ta baratinho agora...
    Adorei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Não fazia ideia de que o livro se tratava disso. Me interessei bastante pela história e vou assim que possível realizar a leitura, o mais rápido possível na verdade. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  29. Oi Camila!
    Adoro Sarah Jio, especialmente A Última Camélia, mas ainda não li O Bangalô. Ele está aqui na estante e assim que tiver um tempinho vou pegar para ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  30. Camila, eu amei sua resenha que aguçou ainda mais a minha vontade de investir na leitura de O Bagalô e sem falar que trata de temas tão relevantes para mim.

    Bjins
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    Eu li esse livro e muito tempo e confesso que lendo a sua resenha, me fez reviver todos os sentimentos que tive ao ler o livro. Os personagens são cativantes e a história muito emocionante. Essa leitura deveria ser feita por todos.
    Amei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu.